Páginas

Seguidores

terça-feira, 2 de setembro de 2014


O blog da Revista faz parte do meu Blog principal que é o da Editora mas a data de abertura do blog da Revista é está. No Blogger desde outubro de 2009 A Revista Noticia do Momento, tem como objetivo levar levar ao conhecimento do publico,os trabalhos dos escritores. Tanto os escritores formados como os Criativos, é de grande potencial para a nossa cultura Brasileira. Assim como a literatura brasileira, considerando seu desenvolvimento baseada na língua portuguesa, faz parte do espectro cultural lusófono, sendo um desdobramento da literatura em língua portuguesa. Faz parte também da Literatura latino-americana, a única em língua portuguesa. Ela surgiu a partir da atividade literária incentivada pelos jesuítas após o descobrimento do Brasil durante o século XVI. Bastante ligada, de princípio, à literatura metropolitana, ela foi ganhando independência com o tempo, iniciando o processo durante o século XIX com os movimentos romântico e realista e atingido o ápice com a Semana de Arte Moderna em 1922, caracterizando-se pelo rompimento definitivo com as literaturas de outros países, formando-se, portanto, a partir do Modernismo e suas gerações as primeiras escolas de escritores verdadeiramente independentes. São dessa época grandes nomes como Manuel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade, João Guimarães Rosa, Clarice Lispector e Cecília Meireles. A literatura produzida no Brasil possui papel de destaque na esfera cultural do país: todos os principais jornais do país dedicam grande parte de seus cadernos culturais à análise e crítica literária, assim como o ensino da disciplina é obrigatório no Ensino Médio. Por este e outros motivo optei pela criação desta revista que, através dela eu possa dar meu incentivo aos escritores iniciante, criativos e aos escritores mirins. A Revista é um veiculo de comunicação eletrõnica e impressa, a onde nossos escritores passam a ser conhecido por milhões de leitores.

sábado, 12 de julho de 2014

Por Mayro Almeida "As fantásticas Crônicas de Lópus. "A VIAGEM SEM FIM"


Apresento o mais novo autor Mayro Almeida. Um jovem adolescente que conheci em 2010. Entre uma brincadeira online, descobri este jovem de grande taleto, com grande potencial para o nosso futuro, com lindo sonho de ser um grande escritor. Em questão de segundos me relatou uma linda história nas quais me encantou. Após dois anos seu primeiro livro ganha vida, através das linhas escritas e trás aos nossos jovens e crianças,muitas alegrias nas suas aventuras imaginarias.Tenho muito orgulho de ter podido contribuir para sua criação, através dos meus incentivos, ele está a ponto de realizar seu sonho. Este jovem adolescente já tem uma coletania de livros que está editando, nos quais tem um sonho torna-los em filmes. Mas até este sonho chegar a realidade, vamos focar no seu primeiro livro, que trás o título, As Fantásticas Crônicas de Lópus " A Viagem sem fim", e então poder dar continuidade aos seus trabalhos, já iniciados. Este livro estará 
disponível em e-book na próxima semana, no meu 
Web-Shop Livros Maria.
 "Texto origina da Autora /Editora: Maria José dos Santos Ferreira"

segunda-feira, 9 de junho de 2014

ESCRITORES A CAMINHO DA LITERATURA.


O Objetivo da Revista Noticia do Momento, é, trabalha em prol dos escritores e de seus apoiadores. Temos escritores com grande potencial no brasil, mas ainda precisa de muita apoio para tornarem seus sonhos em realidade. Graças a Liberarti estamos tendo a oportunidade de estar demostrando nosso trabalho literario ao mundo. Estamos unidos nessa corrida, para conseguir alcançar nosso lugar ao sol. A Revista Noticia do Momento agradece a participação de todos os menbros do Mundo do escritor na Comunidade G+ e também do Grupo Mundo dos escritores do Facebook. Convido os a vir participa da Comunidade e também da Liberart. Este Site tem nos ajudado muito e merece total admiração e facilitações pelo apoio que tem dado a nos pequenos escritores.
 Maria José dos Santos Ferreira

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Por Adilson Adalberto " Uma homenagem "24 de Maio, 100 anos do coreto de Itabaiana.

24 de Maio, 100 anos do coreto de Itabaiana. 
Considerada como a mais importante obra histórica, artística e cultural de Itabaiana – Paraíba, o coreto fez 100 anos no último dia 24 de Maio: Importado da Inglaterra teve o começo da sua montagem e construção em dezembro de 1913 e foi inaugurado no dia 24 de maio de 1914, pelo seu idealizador e prefeito da cidade Manoel Pereira Borges. Cravado em uma praça antes ordenada de pinheiros, embelezava a entrada da cidade e encantava as pessoas oriundas de João Pessoa via pilar ou una destinada á terra de Zé da luz. Hoje, a praça onde se localiza o mesmo (Manoel Joaquim de Araújo), encontra-se em estado lastimável pela constante presença de barracas de bebidas (alcoólicas), conseqüentemente pessoas embriagadas e drogadas, bem como de mulheres promíscuas, além de uma rodoviária muito mal planejada e desorganizada, com déficit de higiene incrível e, diga-se de passagem, a muito já deveria ter sido transferida dali! Diz a história e os moradores mais antigos da cidade; que o coreto foi palco de memoráveis retretas e discursos políticos. Nele estiveram presentes em campanha política, o então senador Epitácio Pessoa, Presidente da República no período de 1919 a 1922.
O Café Filho, outro futuro Presidente, defendendo as candidaturas de Getúlio Vargas e João Pessoa para Presidente e Vice-Presidente da República. No entanto tendo em vista o seu estado avançado de deterioração, necessita urgentemente de uma restauração. O coreto foi tombado pelo decreto Nº 8.660, de 26 de agosto de 1980, do Governador Tarcísio de Miranda Burity. Sendo assim, toda e qualquer reforma só poderá ser realizada com a anuência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do estado da Paraíba. Fonte: Associação Cultural Memória Viva às 20:51 100 anos se passaram desde a sua inauguração até os dias de hoje; e no intuito de resgatar um pouco da tradição e cultura que outrora havia, nós que compomos a orquestra “Som do Coração”, fizemos uma singela homenagem a esse patrimônio publico - subimos ao palco onde já estiveram presentes grandes políticos e artistas. Agora só apenas crianças e jovens que carregam em seus ombros o peso de uma cultura e tradição quase extinta, lembradas ocasionalmente nos livros de história, ou uma única vez no ano, em decorrência de seu aniversário, e ainda assim, de forma muito tímida! “Em “nosso repertório, coisas básicas, duas composições clássicas da cultura espanhola: “Bravo” e” todos a mirar”, além dos clássicos de nossa cultura regional nordestina: “Eu só quero um xodó” (Dominguinhos), “Sabiá” (Luiz Gonzaga e Zé Dantas), “Asa branca” (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira). Enquanto tocávamos, nos olhávamos uns para os outros e também indagávamos cá com os nossos botões: afinal, cadê o público, aonde anda o povo dessa terra tão sofrida e esquecida? Poucos se deram ao menos o trabalho, de ao menos por alguns míseros segundos, pararem e ouvirem ao som que estávamos executando! 
Ao final de nossa apresentação, registramo-la com fotos para que num futuro vindouro, não padeçamos do mesmo mal, caindo também no mar do esquecimento; pelo menos não por nós membros! 
Fizemos ainda uma dinâmica, como é de costume aos sábados antes dos ensaios da nossa orquestra. 
E nos dispersamos para os nossos lares, com a sensação do dever cumprido e, continuamos como os nossos ensaios, e tocando como era de se esperar, as nossas vidas!

http://adilsonconectado.blogspot.com/



terça-feira, 27 de maio de 2014

Por Maria José "A Luz do seu sorriso" Poema.





"A Luz do seu sorriso" Poema. 

Elevo minha alma, para espantar a dor que meu peito sente...
 Pois uma tristeza inefável Invade meu coração. 
 E as lágrimas que em mim são continuas...
 Lavam o meu espírito... 
 Mas não levam o meu sofrimento.
 Minha alma sente a dor que ah em meu coração...
 Pois e minha alma que traduzem os meus sentimentos . 
 Procuro não deixar a vaidade cálida da minha alma... 
 Fazer sofre novamente o meu frágil coração. 
 Que com sentimentos já não tão recentes... 
 Traz as lagrimas amargar fazendo meu coração traduz...
 A angústia que bate em meu peito acelerando o desespero da vaidade.
 Destruir a emoção que, ah em mim. 
 Não quero deixar que, o ódio e solidão...
Domine todo meu ser... 
 Talvez tudo pode ser um sonho e acabe ao despertar. 
 Mas se for realidade? 
 Não sei se poderei aguentar. 
 Na minha alma deixei de amar... 
 No meu corpo de apreciar... 
 Nos meus sonhos de realizar... 
Na minha vida de aproveitar e aprendi a apreciar a canção do silencio.
 O silêncio que me traz uma triste canção. 
A bela harmonia solitária que, nas noites vazias soa alto...
 Capaz de me fazer recordar... 
 Dos lábios distantes que, beijei sem tocar.
 Lembranças que, se perderam no tempo...
 Amor perdido nos desencontros da vida. 
 Amor prometido com juras em vãos. 
 Um coração partido, e uma vida condenada perdida na leitura de um pensamento. 
 O amor verdadeiro é revelado com dois corações apaixonado...
 E a aproximação de dois lábios... 
 De um antigo amor prometido.
 Que expressavam sentimentos verdadeiros. 
 Que hoje sofrem...
 E sente o sopro gelado da luxúria da vida.
 Ficou somente a lembrança do sabor do beijo...
 Que tortura e machuca a alma. 
 A triste recordação faz-me derramar lágrimas amargas...
 Busco um último apelo de alívio em meio à escuridão. 
 Agora vou ficar em silêncio... 
 Não quero mais recordar... 
 dessa distância que nos separa do Paraíso. 
 Nesse local onde a luz do sol nos alcança e ilumina nosso amor... 
 O vento gelado uiva, trazendo nome de um amor amortecido.
 O medo toma conta de meu coração...
 Deixo o sonho e volto à realidade. 
 Nesse momento eu gostaria de um Cálice de vinho... 
 Para espantar o frio e todos os meus temores. 
 Ao me deparar-me com a fria realidade do meu destino... 
 Pude ler a melancólica frase... 
 Um triste adeus de um amor que pariu. 
 Meu coração se desfez... 
 Agora devo sonhar calada, pois perdi o sorriso de seus lábios e a luz do seu olhar.
 Agora só essa sensação que me envolve... 
 E o medo eu já não sinto mais.
 Apenas as lágrimas que, acompanha a angustia do meu coração. 
 Deixo às belas palavras...
 Expresso a tristeza de um amor perdido no tempo.
 Mas por quem sofro ao olhar ao redor e não te encontrar? 
 Talvez por que estava sozinha e a escuridão tomou conta de mim.
 Você já não estava mais ao meu lado... 
 Tinha apenas um caminho seguir...
 E nele, a sua imagem... 
 Seu sorriso... 
 Vejo você me estendendo a mão e dizendo-me... 
 Venha amor tudo acabou! 
 Você já pode ter meu sorriso novamente... 
 É o fim de um delírio acabou... 
 A escuridão e o frio, o medo se foi e agora só a tristeza ficou. 
 Talvez, um sonho que dure eternamente...
 Mas quero viver esse louco amor. 
 Assim como uma rosa me desabrochar...
 Em suas mãos tremulas... 
 Acariciando seu rosto e sentir os lábios seus. 
 Um dia talvez esse amor sejas eterno para você o quanto foi para mim.




Imagem tirada da Internet.

quarta-feira, 7 de maio de 2014

"Arco-Iris Colorido."


APRESENTAÇÃO. 
 A presente obra surgiu a partir de uma iniciativa da autora Maria José dos Santos Ferreira, que fez um convite aos integrantes do Grupo Instituto de Apoio ao Escritor Vereda Literaria no Linkedin, para a criação do livro Arco-Iris Colorido, com o objetivo de estimular nas crianças a vontade da leitura e a produção de textos. Com o incentivo desta leitura direcionada ao público Infanto Juvenil, dispuseram-se em torno dessa iniciativa, junto com a autora Maria José dos Santos Ferreira, as convidadas Rejane Soares dos Santos e Andréia Franco A todos, uma boa viagem ao mundo do imaginário. Autora: Maria José dos Santos Ferreira 


 Prefácio 
 A Literatura infanto-juvenil de boa qualidade forma as referências simbólicas, afetivas e de pensamento que irão permanecer na memória e influenciar comportamentos futuros em nossas crianças e adolescentes. O livro infantil põe a criança em contato com o mundo e com todos seus desdobramentos. É com esses objetivos que escrevemos esta história – singela - é verdade, mas que coloca os leitores em contato com a natureza, com os folguedos da infância, com os medos, seja de não ser amado, de perder os amigos, de ir ao dentista, entre outros. Ao ler as páginas de O ARCO ÍRIS COLORIDO, esperamos que ele mobilize lembranças de experiências anteriores, que nosso jovem leitor apreenda os significados do texto, em um processo de diálogo de interação entre sensações, emoções e pensamentos. Professora Judith Vilas Boa Ribeiro

"Descobrindo a Floresta"


Este livro é um lindo conto infanto Juvenil literário Coletivo. Criando no grupo de Apoio Ao Escritor Criativo. APRESENTAÇÃO. A presente obra surgiu a partir de uma iniciativa da autora Maria José dos Santos Ferreira, que fez um convite aos integrantes do de Apoio ao Escritor Criativo no Linkedin, para a criação do livro Descobrindo a Floresta, com o objetivo de estimular nas crianças a vontade da leitura e a produção de textos. Com o incentivo desta leitura direcionada ao público Infanto Juvenil, dispuseram-se em torno dessa iniciativa, junto com a autora Maria José dos Santos Ferreira, as convidadas Rejane Soares dos Santos, Mally Freire, Angela Maria da Silva, Marley de Lima, Adilson Adalberto Silva, responsabilizando-se individualmente pelos respectivos personagens: Emily e Kadu: Maria José dos Santos Ferreira, Professora Rosa: Mally Freire. Keila, Kaique: Angela Maria Silva, Nádia, Verinha: Marley de Lima, Juninho: Adilson Adalberto da Silva, Gui e João: Rejane Soares dos Santos A todos, uma boa viagem ao mundo do imaginário. 

 Autora: Maria José dos Santos Ferreira




Prefácio. 
 A Literatura infanto-juvenil de boa qualidade forma as referências simbólicas, afetivas e de pensamento que irão permanecer na memória e influenciar comportamentos futuros em nossas crianças e adolescentes. O livro infantil põe a criança em contato com o mundo e com todos seus desdobramentos. É com esses objetivos que escrevemos esta história – singela - é verdade, mas que coloca os leitores em contato com a natureza, com os folguedos da infância, com os medos, seja de não ser amado, de perder os amigos, entre outros. Ao ler as páginas de Descobrindo a Floresta esperamos que, ele mobilize lembranças de experiências anteriores, que nosso jovem leitor apreenda os significados do texto, em um processo de diálogo de interação entre sensações, emoções e pensamentos. 
 Professora Judith Vilas Boa Ribeiro

quinta-feira, 10 de abril de 2014

"As Crônicas do Mago Peregrino" Por José Inácio Godoy




"As Crônicas do Mago Peregrino" Por José Inácio Godoy 
 Apresentação.

 HISTÓRICO.

 NOME: José Inácio Godoy.
 Nascido em Passo Fundo RS, aos trinta dias de mês de novembro, do ano de 1960, sendo o quarto filho de uma família do campo. Estudou pouco devido às limitações impostas pela dislexia. Evoluiu como pessoa e profissional graças à leitura e os estudos, Das ciências Herméticas, e da Teosófica, alem da Alta Magia da qual é, Adepto até os dias de hoje. Suas paixões são a família a leitura e a escrita. No trabalho, sempre foi dedicado, foi agricultor na adolescência, Policial Civil, depois em uma reviravolta na família foi morar com os pais em uma fazenda onde trabalhou como Peão de Boiadeiro, no Mato Grosso do sul. Foi ainda, Guarda Costas, e lide r de segurança em empresas do setor de serviços. Alem de seu estado natal, morou no Rio de janeiro no Paraná, em Santa Catarina onde reside até hoje. Adota o pseudônimo de Bruxo Godoy, sendo que o bruxo aqui é oriundo de um apelido carinhoso dado por seu filho, e nada tem a ver com as praticas de feitiçarias ou cultos satânicos. As ocupações atuais são Bombeiro Resgatista, além de trabalhar como segurança no, Instituto Federal de Santa Catarina em Joinville, e ainda ministrar palestras, motivacionais de autoajuda ou de âmbito profissional segundo a necessidade do cliente.
 Dispónivel em e-book,contato no Web-Shop Livros Maria ou aqi na LiberArti http://http-editora-amanhecer-do-novo.webnode.com/