Páginas

Seguidores

domingo, 23 de setembro de 2012

Minha pequena biografia.




"UMA PEQUENA BIOGRAFIA DA MINHA VIDA"
Está é um pequena biografia da minha vida.
Para quem ainda não me conhece ler um trecho da minha existência.
Meu nome Maria José dos Santos Ferreira.
Sou filha de pessoas humilde.
Nasci em uma cidadezinha no interior do Mato Grosso do sul- Brasil.
 Minha bisavó era Índia legitima.
Uma tarde meu bisavô foi à casada, nos imensos, campos de sua fazenda. Avistou linda Índia de cabelos negros e longos a altura dos joelhos.
Trajava um penacho, feito com penas de arara azul e sainha, feita com  penas  coloridas de araras.
Que cobria suas partes íntimas.
Meu bisavô ficou encantado com sua beleza, armou de seu laço de boiadeiro e a laçou.
Levou a para seu rancho, e manteve lá, por muitas luas.
Depois de ver que ela estava se adaptando com sua presença ,ele a soltou.
Mas ela não quis ir embora, então ele começou a ensinou-a afalar em português.
Aos poucos ela aprendeu.
Ela também o ensinou a língua Indigna.
Os dois se apaixonaram, passaram a viver uma vida juntos.
Desta união nasceram 6 filhos.
A mais nova dos filhos, é minha avó mãe do meu pai.
Após o nascimento do meu pai ,minha avó foi abandonada pelo esposo.
E meu pai foi criando pela minha bisavó Índia.
Os anos se passaram ,todos os filhos adquiriram família, minha vó com meu pai continuou sob os cuidados da minha bisavó Índia. Quando meu pai completou 6 anos minha avó se casou novamente.
Meu pai continuou aos cuidada da minha bisavó.
Aos 23 anos conheceu minha mãe. E se casaram, mas continuo na fazenda da minha bisavó
Após 10 anos de casamento meus pais tiveram sua primeira filha.
Após 2 anos nasceu meu irmão.
Depois veio o terceiro filho.
Depois veio eu a 4º filha
Depois veio outro e o ultimo filho
Que costumamos dizer no nosso estado.
O filho caçulo.
Fomos todos criados na fazenda, todos de uma simplicidade muito grande, mas sábios nos entendimento.
A minha infância foi diferente, não existia nada do mundo de hoje.
Devido as má administração do meu pai, as dificuldades vieram , ele perdeu tudo o que tinha.
Todos tiveram que trabalhar muito cedo, para sobreviver.
Não tivemos infância fácil, passamos por muitos sofrimentos, muita necessidade, mas nenhuns dos filhos se perderam no caminho.
Começamos a lida no campo aos 6 anos de idade.
Crescemos no leito familiar, onde os pais falavam e água parava.
Aos sete anos me veio à aspiração dos desenhos, historinha imaginaria, e versinhos.
Onde eu recitava olhando para a lua e o sol.
Comecei a desenhar, com folhas de batatas e folha de mandioca, fazia meus bichinhos de argila e coloria com os sumos verdes, misturado com sumo de urucum, e Açafrão condimento para cozidos.
Veio à escola, mas estudei muito pouco, por que meus pais , tinha que mudar de lugar, e perdíamos o ano.
E assim meus sonhos foram ficando para trás.
Guardava tudo na mente, meus sonhos, minhas lembranças, onde vivi os melhores momentos da minha infância. No sitio da minha bisavó Índia
Os anos se passaram eu cresci, na lida, mas sempre um pensamento. Vou escrever muitos livros, vou desenhar meus personagens.
Mas nunca foi possível, a vida estava cada vez mais difícil e meus sonhos muito longe de alcançar.
Guardei meus sonhos na gaveta por longos anos.
Tudo que escrevia eu guardava.
Cada versinho cada rima,  cada poema ,cada letra de musica.
Ao completar 20 anos minha bisavó Índia faleceu aos 125 anos de idade.
Conheci meu esposo e me casei aos 21 anos tive minha primeira filha, 1 ano e 3 meses depois faleceu, meu pai, meu mundo desmoronou.
Não tive mais vontade de escrever. Quando minha filha completou 3 anos nasceu meu filho.
Aos 11 meses do nascimento do meu filho me veio novamente às aspirações.
Onde escrevi 150 letras de musica. Sertaneja romântica.
Como minha vida financeira era fraca, e a falta de orientação, eu não registrei minhas musicas.
Neste meio tempo estava na cidade uma dupla sertaneja, em começo de carreira.
Apresentaram-se na radia, no programa entardecer no sertão.
Veio-me a ideia de procura-los e falar das minhas musicas.
Não pedi conselho a ninguém , por ninguém sabia dos meus sonhos e desejo de escrever.
Na verdade nunca disse a ninguém, dos meus sonhos.
Meus irmãos e minha irmã era todos,leigos nestes assuntos, nunca jamais me ajudaria, ou aceitaria minhas decisões. Além disso eram muito fracos financeiramente.
Peguei meu caderno com minhas letras e levei para um dos cantores, que ficou entusiasmado com minhas letras de musicas.
Todas com arranjos e rimas.
Todas as minhas letras eram sertanejas românticas.
Ficaram com minhas letras e prometeram que ias gravar algumas e por meu nome.
Na semana seguinte eu os procurei para saber se eles gostaram.
Disseram que sim, que iam gravar aqui em São Paulo.
Disseram-me para ir ao encontro deles na semana seguinte que já estaria pronto.
Só precisava assinar um contrato.
Eu concordei, mas quando fui lá para assinar eu estava muito feliz e radiando alegria.
Mas durou menos que uma hora minha alegria.
Eles tinham desaparecido, levando meus sonhos com eles.
Nunca mais eu soube deles.
9 meses depois, eu liguei o radio e ao ouvir uma musico no ar, eu na hora reconheci minha letra, só com os arranjos diferentes.
Fui atrás na radio da minha cidade onde eles catavam, não me deram nenhuma informação.
Riram de mim. Não acreditaram uma palavra do que eu disse.
Não pode fazer nada , não tinha como provar, eles levaram meu caderno, levaram meus sonhos embora.
Entristeci-me e não escrevi mais.
Minhas letras fez muito sucesso com eles, depois eles também desapareceram, nunca mais ouvi falar deles.
Minha vida continuou, tive altos e baixos, tive momentos bons e ruins.
Eu e meu esposo lutamos muito para criar nossos dois filhos, Passando por dificuldade, doenças , mas sempre muito unidos.
Em 1991 eu perdi meu irmão caçulo, 4 meses depois perdi minha mãe.
Minha vida virou de ponta cabeça.
1 ano depois me veio o desejo de escrever, novamente.
Comecei a compor minhas musicas e criar meus livros, meus poemas, minhas poesias minhas reflexões.
Mas eu não tinha como fazer nem mesmo com registrar minhas escritas. Como eu disse minha vida sempre foi altos e baixos.
Após o falecimento da minha mãe, veio às desuniões dos irmãos.
Em 1998 vim embora para São Paulo, com meus dois filhos e meu esposo, sem um teto para morar, e sem emprego. Ficamos em quarto de pensão, não tinha como pagar um Hotel ou alugar uma casa. Mas não ficamos na rua. Não foi fácil, mas com fé e coragem , vencemos.
Eu sempre fui muito esforçada e fui logo pedindo emprego para o dono da pesão, que não negou e me fez o teste lavando os banheiros.
Fui contratada com um salario de 50 R$ por mês, sendo que, o aluguel do quarto era de 280 R$.
Ainda faltava 2 30 R$ para completar o aluguel do quarto.
Meu esposo desempregado meus filhos de menor.
Meu Filho acabava de completar 14 anos, decidiu ir à luta para me ajudar.
Falei com um dos hóspedes que, era garçom em uma casa noturna, pedindo um trabalho de ajudante para meu filho.
Ele não pensou duas vezes e disse você é menor de idade mais damos um jeito.
Levou meu filho e apresentou a dona casa, que gostou dele e ficou com pena.
Mas disse eu vou por você, para de ajudante dos garçons, duas vezes por semana, da hora que a casa abrir ate o fechamento que é às 5 horas da manhã, te pago 20 R$ por noite.
Ele ficou feliz da vida, era mais 20 R$ que ia entrar para ajudar no aluguel.
Neste meio tempo eu fui pegando roupa para lavar, e fui fazendo refeição para os hospedes.
O senhor da pensão gostou do meu trabalho, e começamos a servir refeições.
As coisas começaram a melhorar. Alguns meses depois passei para uma casa e sai do quartinho.
Meus filhos puderam ter uma vida um pouco melhor.
Deus preparou um bom emprego para meu esposo, no qual um ano depois ele passou a Gerencia.
E mudamos então para um Apartamento maior.
Meu filho gostou do trabalho e continuou a me ajudar.
Depois não pode mais trabalhar na noite por causa da idade, era menor de idade mais ganhou a profissão de garçom.
No ano de 2.000 Comecei a escrever meu primeiro livro nas horas vagas.
Terminei meu livro e não registrei, comecei a correr atrás das Editoras.
Nenhuma pegou meu livro.
Decidi fazer por conta própria. Todas as Editoras que procurei cobravam muito caro, eu não tinha condições de fazer.
Procurei uma Copiadora e paguei para fazer.
A Matriz do livro, ficou caríssima, e mal escrita, com erros ortográficos, concordância, gramatica, enfim joguei dinheiro fora.
Mas como não entendia fiquei muito feliz.
Após 2 anos encerrei na pensão com o senhor e fui tocar outra pensão que arrendei.
Servia refeição e alugava quarto, tinha uns números de hóspede bom ,mais foram pouco tempo.
Aluguei para um casal com 3 crianças. Não podia mais o coração falou mais alto.
Arrependi-me, 6 meses depois o casal só me arranjou problemas.
Comei a tomar prejuízo e tiver que ira para a justiça para tirá-los da pensão para que eu pudesse
entregar, o imóvel para os proprietários.
Meu prejuízo foi muito, mas Deus sempre esteve comigo.
Foram 12 meses de espera, só tendo gasto com tudo, mas o Juiz determinou a causa ganha para mim, eles saíram, eu me senti livre depois de tantas ameaças do casal contra mim e minha família.
Melhor o prejuízo.
Só então eu percebi que meu livro não estava certo.
Já tinha escrito mais dois livros e ia mandar a moça fazer, quando me veio uma luz do alto.
Não vou mandar fazer por que este livro não está certo, vou procura-la e falar com ela.
Ela me disse que estava certo sim. Que não vendi por que  foi feito em capa dura.
Disse  que eu tinha que fazer diferente.
Decidi procurar um contador para ver como eu registrava o livro.
Ele me disse que o livro só faltava corrigir certo, e que o livro e a história em sim era boa tinha começo, miolo e fim muito linda.
De fato a historia é linda. Só não foi corregido certo. Por isto não obtive vendas e fiquei no prejuízo novamente.
Mandei fazer a correção e ele mandou pro registo, neste meio tempo ele me disse por que você não abre uma Editora?  Assim pode fazer seus livros e outros trabalhos também.
Achei a ideia muito boa e concordei com ele.
Ele abriu minha Editora com 3 áreas de trabalho.
Edições de livros
Edições de Jornais
Edições de Revista.
Fiquei feliz, mas por que eu não sabia que era tão complicado tocar uma, micro empresa sem dinheiro.
Fiz mil livros, entrei em dividas, e não recuperei o dinheiro.
Isto ocorreu em 206.
Desde então venho lutando para manter a Editora. Não está sendo fácil mas eu não vou me desanimar! Deus me deu, sem eu pedir tenho certeza que me vai ajudar a tocar pra frente.
Estou divulgando minha revista  Ballad Night impressa e meu jornal  impresso tenho certeza que este ano ela vai circular. Estou levando os livros em frente, mesmo com muita dificuldade.
Tenho certeza que Deus está do meu lado, estou conseguindo levantar minha Editora.
Criei a revista e o Jornal, para poder levantar minha Editora e assim poder ajudar os pequenos escritores e os autores Mirins. E também continuar com meus livros por que é meu sonho.
Criei a minha nova revista eletrônica, (Noticias do Momento) para mostrar ao mundo que, os escritores criativos e os pequenos escritores não são reconhecidos pelo seu trabalho. Eles também têm direito a realizar seus sonhos, assim como os grandes escritores, formados na Literatura.
Os escritores Criativos têm os dons da criatividade, onde criam os melhores livros e poemas Literários, mais não são reconhecidos pelos seus talentos de criação.
Por mais este motivo escrevo o que penso na minha pequena biografia.
Vou falar um pouco do meu trabalho.
Tenho agora 17 contos Infantis!  “Quatro livros, sendo “O Romance de Daniele” “O Andarilho da Noite” “O Inferno das Drogas” “Uma Rosa para mim” Poemas, Poesias e Reflexão, e estou com 180 pagina escrita do meu novo livro “A Lenda de Jully Walk” Meu outro livro que estou escrevendo está com 150 pagina, ainda não finalizei. “Em busca do sonho” Estes dois livro pretendo  terminar em breve. 
Eu criei o livro “Arco - Iris Colorido” com desenho e maior parte do texto da minha autoria, tendo uma pequena participação das duas autoras Andréia Franco, e Rejane Santos.
Que terá seus direitos autorais como participante do livro.
Após a revisão do livro pelos professores revisores o livro será lançado, só então eu vou trabalhar meus outros livros.
Minha paixão por livro nasceu comigo!
Leio por que gosto!
Escrevo por que amo os livro e noque depender de mim eles nunca morrerão.
Os livros tem que continuar a caminhar pelo mundo- se não nossa historia morre sem começar.
Não sou incentivada a isto! Também não me formei para fazer o que faço! Tudo é feito com amor e dedicação.
Além disso, tenho outro sonho que aprendi sozinha e sem fazer nenhum curso- Foi desenhar e criar meus personagens, e também desenhar modelos de roupas, Infantil, Juvenil, Adulto, Masculino e Feminino.
Faço designs gráficos, artes gráficas, diagramações em livros, jornal, revista, revisão de texto edito livros de outros. Faço todo o trabalho editorial. Uso minha criatividade.
Costumo dizer que isto é um dom, mas na verdade é força de vontade.
Aprendi tudo que sei sozinha sem apoio, sem ajuda.
Estou desenvolvendo minha coleção SOL DE VERÃO-MJ
Digo e afirmo a todos que os dons Divinos é os melhores.
Tudo que sei e aprendi na minha vida foi doado por Deus. Estou aqui hoje porque Ele me sustenta do meu nascimento até o dia de hoje.
Este é um resumo da minha história de vida.
Ou seja uma pequena biografia.
Maria José.

5 comentários:


  1. Olá Maria, sua biografia é uma verdadeira lição de vida, e exemplo.
    Você é uma guerreira,
    Não vou dizer que sua história é triste.
    Mas que são poucas as pessoas com essa força que você tem.
    Você é iluminada, isto sim.
    Te admiro cada vez mais.
    Tenho certeza que vai realizar todos seus sonhos.
    Um abraço.
    Marley.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Maria José, a sua força, o seu foco e a sua fé fizeram de você esse ser iluminado.
    A sua biografia é um exemplo para muitos que esperam cair do céu.
    Você foi determinada e não ficou lastimando a DEUS os seus problemas, você disse aos seus problemas que tinha um grande DEUS.
    Os anjos celestiais estiveram ao seu lado em todos os momentos de sua vida. Não te deixaram um só momento.
    Receba todo meu carinho e admiração.
    Muita luz e bênçãos em sua caminhada.
    Abraços fraternos
    Ana Dias

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde Ana.
    Obrigada, pelas palavras.
    Obrigada por está no meu blog.
    Obrigada pelas suas orações.
    Eu digo que você é pessoa Iluminada cheia de virtude Divina.
    Suas palas e sus preces me ajuda a cada dia.
    Você transmite luz Divina a cada seguidor seu.
    Eu só tenho agradecer, por tudo que tenho recebido das mãos Divina.
    De pessoas maravilhosa como você.
    Te desejo muita luz, para distribuir ao mundo, como vem fazendo através das suas orações iluminadora.
    Que Deus e o Senhor Jesus te envia todos os Santos Anjos para te iluminar cada dia mais.
    Um grande abraço desta humilde criatura que te ama muito em Cristo Jesus. e perante ao munto.

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde minha querida amiga Marley.
    Obrigada por estar comigo sempre.
    Por me seguir, por me compreender e dar forças com suas palavras.
    Obrigada por gostar do meu trabalho,
    Dos meus simples poemas.
    Emfim obrigada por tudo.
    Acredito que no mundo existem pessoas como você a Ana a Nedda Gonzáles, o Clodoaldo, o Milton e todos meus amigos diário.
    Seja presente, seja virtual, todos são muito importante na minha vida.
    Que Deus ilumina a todos vocês.
    Um grande abraço cheio de paz.

    ResponderExcluir
  5. Oi Ana estou te mando um seguidor,
    e o autor Milton Roza Junior.
    Este site é o dele
    http://somostodosum.ig.com.br/p.asp?i=13201
    miltonrozajr.blogspot.com.br
    yudrj@yahoo.com.br

    ResponderExcluir