Páginas

Seguidores

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

A prece do Silencio. e mais uma poesia da autora Nedda González Núnez, "Anjo da Noite"



A Prece do silêncio.
Pai, hoje eu posso saber fazer silêncio!
Que os meus pensamentos se calem e que os meus ouvidos sejam surdos
para más palavras e maledicências.
Que os meus olhos possam apenas enxergar o Bem em todas as coisas por pior que elas pareçam.
Que o meu ego se emudeça e se afaste de julgamentos e condenações.
Que minha alma se  expanda e tenha compaixão por todos os seres vivos.
Que em meu silêncio eu veja que há tempo para fazer preces pelos que já se foram.
Que eu consiga perceber cada recado Teu através das Tuas criações.
Que eu compreenda que a Tua voz é a única que me sopra a verdade nas 24 horas do meu dia.
Que eu ouça em cada minúsculo ser a grandeza da Tua obra.
Que eu perceba nessa Grandeza o quanto és desprovido do orgulho.
Pai, que hoje eu possa saber fazer silêncio!
Que eu saiba calar na hora exata e nessa hora lembrar-me de observar a Tua arte...e que em meio a qualquer som Tu sempre soarás mais alto e jamais hás de calar-Te.
Recebi e postei...


                                 NOTICIAS NO MOMENTO.

Revista Noticia do Momento. Escritores ao caminho da Literatura.
Convidou uma grande escritora de Literatura, a escrever para minha revista
Quero através desta, revista agradecer a escritora  Nedda González Núñez .
Por sua amável gentileza, de contribuir com seus lindos poemas literário para
A Revista Noticia do Momento.
No qual eu estou apresentando os escritores do Brasil e Exterior ao publico que não os conhecem e não sabem o valor das escritas literárias .
S e não tomarmos iniciativas de lutar e demostrar os valores de nossas escritas os nossos sonhos ficam guardados na gaveta para sempre.
Eu falo como escritora completa que sou, e como editora.
Quando me refiro que sou uma escritora completa! Quero dizer que eu escrevo em variedades. E me adapto a todas as escritas.
“Romance História de amor História baseado em fato real Historia Infantil”
“Conto infantil, História ,em quadrinho, Crônica Drama, e ficção, poema ,poesia ,reflexão”
Assim como eu, tem milhões de escritores com as mesmas características , esperando uma chance de mostrar seu trabalho ao mundo.
O que mais fascina os leitores nos blogs da edição e o “romantismo”
O leitor adora um livro de romance ou um poema de amor, uma poesia.
Temos que passar aos nossos leitores, que também escrevemos lindos livros que não é somente
O romance o poema a poesia de amor.
Uns dizem que a Literatura está morrendo, mas acredito  eu que, quem está morrendo são os leitores, por falta de incentivo a leitura.
Congratula-se por haver ainda algumas pessoas que, “gostam tanto de livros” que fazem isto como
Arte. E concordam que “temos um problema grave” se só houver livrarias que vendem aquilo que os novos públicos querem – públicos que não têm um capital cultural acumulado, que não são fortes leitores, que não são leitores fiéis, que agora compram um livro mas que a seguir podem
comprar ,outra coisa qualquer.
Pensam  que os editores, acabam, mesmo se involuntariamente, por determinar o que é a
qualidade literária, “por que .” São eles que decidem por exemplo traduzir certos autores, que
para eles são os melhores do mundo em detrimento de todos os outros que não mandam
Traduzir.” Outra questão que preocupa os consultores editoriais prende-se com a
representatividade da literatura nos outros países, “mas nós não vamos conseguir colocar os
Autores no Brasil e exterior se não tivermos a força de uma editora por detrás de um autor, capaz
de enfrentar um mercado que é muito competitivo”. Mercado que no caso das livrarias está ainda
assim em mutação, pensando os blog das edições  que o espaço nele para os livros com menor
Capital comercial vai  algum dia expandir-se.
Por este motivo eu como escritora e Editora, estou buscando um meio de poder não deixar nossos
sonhos guardados na gaveta.
Buscando um meio de nós ajudarmos uns aos outros para que, nossos livros literários e todos os
outros livros, não morram, como o passar do tempo.

                                 

NOTICIA DO MOMENTO.
Noticias de la revista Momento. Escritores en el camino de la literatura.
Se invitó a un gran escritor de la literatura, escribiendo para mi revista
Quiero que a través de esto, gracias a un escritor de la revista Nedda González Núñez.
Por su misericordia, para contribuir con sus hermosos poemas a la literatura
La Revista Noticias del Momento.
¿En qué me estoy presentando a los escritores en Brasil y en el exterior que el público no los conoce y no se conoce el valor de los escritos literarios.
S y no tomamos iniciativas para luchar y demostrar los valores de nuestros sueños nuestros escritos se guardan en el cajón para siempre.
Hablo como un escritor que estoy lleno, y como editor.
Cuando digo que soy un escritor lleno! Quiero decir que escribo en variedades. Y me adapto a todo escrito.
"Romance Historia de Amor historia basada en hechos reales Niño Historia"
"Les digo a los niños, historia, libros de historietas, Drama Crónica y ficción, un poema, poesía, reflexión '
Igual que yo, tiene millones de escritores con las mismas características, esperando la oportunidad de mostrar su trabajo al mundo.
Lo que más fascina a los lectores de los blogs editoriales y "romanticismo"
El lector ama a una novela romántica o un poema de amor, un poema.
Tenemos que pasar a nuestros lectores, que también escribió libros hermosos que no sólo es
El poema poesía novela de amor.
Algunos dicen que la literatura se está muriendo, pero creo que cualquier persona que se está muriendo lectores son, por falta de incentivo para leer.
Acoge con satisfacción el hecho de que todavía hay algunas personas que "son tan aficionados a los libros" que sea lo más
Art. Y de acuerdo en que "tenemos un problema grave" si sólo librerías que venden lo que el público quiere nuevo - no tienen un capital cultural acumulado público, que no son buenos lectores, que no son lectores fieles que ahora compran un libro, pero entonces pueden
comprar otra cosa.
Ellos piensan los editores, final, aunque sin intención, mediante la determinación de cuál es el
calidad literaria, "por qué". Deciden por ejemplo, traducir ciertos autores, que
ya que son los mejores del mundo a costa de todos los demás que no envían
traducir. "Otro tema que preocupa a los consultores editoriales se refiere a la
representante de la literatura de otros países, "pero no vamos a ser capaces de poner el
Autores en Brasil y en el exterior si no tienen la fuerza de una editorial detrás de un autor capaz
frente a un mercado que es muy competitivo ". Los mercados que en el caso de las bibliotecas es todavía
cambiando así, pensando en el blog de los temas que el espacio en él para los libros con menos
algún día la capital comercial se ampliará.
Por esta razón yo, como escritor y editor, estoy buscando una manera de no dejar que nuestro poder
sueños almacenado en el cajón.
Buscando una manera de ayudarnos unos a otros a fin de que nuestros libros literarios y todas las
otros libros no mueren con el tiempo.




Este poema e original da autora Nedda González Núñez.

                                              
                                                        Los extraños.

          En la tenebrosa región de los que no están vivos ni tampoco muertos las criaturas vagan, sedientas por conocer su origen. Están furiosas y tristes a la vez, avergonzadas por no encajar en ningún lado.
          Temidos y odiados por sus vecinos, pues nada acrecienta más el odio que el miedo, descansan de día bajo un manto de tierra fría, para erguirse aturdidos con las primeras sombras.
          A veces sus sentidos pueden confundir un día muy nublado con el atardecer y entonces terminan apaleados y heridos por los hombres vivos.         
          Pero cada anochecer deben retomar su extraña existencia, y balanceándose y babeando, caminan en busca de raíces y pequeñas alimañas que sigan manteniendo su no-vida, su no-muerte.
          Yo los he visto a veces desde mi ventana, confundidos con el ramaje que puebla el campo. Se agitan oscuramente bajo la lluvia o las estrellas, mientras sollozan por lo bajo. Ya no les temo. Se que algunos llegan hasta el cobertizo para buscar frutas, queso o miel.
         Antes del amanecer desaparecen bajo las ramas de los nísperos y paraísos, mientras el viento arrastra lejos sus gemidos.
Autora: Nedda González Núñez.


Dedico estas simples frases a uma grande escritora.
Uma amiga maravilhosa.

"Amigos especiais"
No caminho da vida encontramos muitas pessoas.
Uns torna-se especiais...
Um torna-se amigo mais chegado...
Outros fazem parte do nosso dia a dia...
Mas tem aquele amigo que nos identificamos no primeiro...
Momento...
Numa conversa simples...
Num sorriso...
Num olhar.
Numa voz, mesmo a distancia...
Quando uma amizade é verdadeira nunca se abala...
Nunca morrer...
Continua viva em nossos corações eternamente.
Amizade verdadeira é aquela que, não fere nossa alma.
Que não machuca com palavras ditas.
Mesmo sabendo que, somos errados  com nossas  atitudes.
Um amigo verdadeiro faz parte da nossa existência...
Da nossa vida...
Do nosso, sentimentos.
Um amigo verdadeiro compartilha a felicidade mesmo a distancia.
Um amigo verdadeiro vibra como nossas alegrias...
Com nossas conquistas...
Um verdadeiro amigo é aquele que podemos falar o que sentimos...
 Sem medo de perder uma grande amizade.
Um verdadeiro amigo nunca deixa de dizer a verdade.
Tenho muitos amigos, entre eles encontrei uma amiga a distancia.
Uma amiga que num gesto s simples me fez compreender que...
Entre milhões de amigos temos um que nós faz compreender milhões de coisas, em uma só palavra.
 Amizade.
Encontrei uma amiga especial...
Você minha amiga...
Nedda González Núñez
É grande escritora e muito admirada por mim.
Entre todas as escritoras, eu encontrei uma que, realmente escreve o gosta.
Eu escrevo o gosto, não importa se somos de escritas deferentes.
O mais importante é escrevemos o que sentimos o que pensamos.
Eu escrevo o lado branco...
Você escreve o lado escuro...
O mais interessante é que gosto do seu lado  escuro da criação.
Um mundo do qual não tinha mergulhado...
Viajei nas suas escritas e me senti, viajando mundo desconhecido.
Um mundo onde só você conhece...
O seu mundo...
O seu “Eu”.
Parabéns minha amiga, amei estar lendo seu texto.
Um grande abraço e receba minha simples frases através desta revista eletrônica.
Para a mais ilustre- Autora Nedda González Núñez 



                                                           Anjo da noite.
Um passageiro nascido na sombra...
Mais do que a escuridão da noite...
Respirando esforços...
Insônia ou pesadelo teimoso.
Deslizando sobre as pálpebras fechadas...
Prender esquecidos jogos antigos...
Espreita.
Da inocência fingida do corredor...
Mas você se tornou sombra.
Minha sombra...
Eu sinto que você ande ao meu lado...
Envolva-me em suas asas de silêncio...
E você não me deixe...
Anjo sem nome.

Autora: Nedda González Núnez.




Ángel nocturno
Pasajero nacido de la sombra.
Más que la oscuridad…
Sobre la noche.
Que respira desvelos…
Insomnio, o terca pesadilla.
Resbalando sobre los párpados cerrados…
Trampa de viejos juegos olvidados…
Que acechan.
Desde  la fingida inocencia del pasillo…
Pero te has convertido en sombra…
De mi sombra…
Presiento que caminas a mi lado…
Envuélveme en tus alas de silencio…
y de mí no te vayas.
Angel innominado.

 Autora: Nedda Gozález Núnez