Páginas

Seguidores

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Por Walter Leite Castro "Para pensar" 'Kant, filósofo alemão"

Por Walter Leite Castro
Para pensar !
Kant, filósofo alemão que viveu no século dezenove,inaugurou a filosofia moderna , rompendo com os cartesianos e empiristas, pensamento predominante na época. os cartesianos, de Descartes, afirmavam :
 que o o conhecimento, pensamento, e bom senso,são oriundos de Deus, o criador de tudo, enquanto de os empiristas de Hume , acreditavam que tudo dependia da experiência que ia elaborando todo conhecimento. Kant, rompeu estas correntes do pensamento vigente, criando a primeira teoria do conhecimento motivou , Edmund Hurssel, a desenvolver a fenomenologia e Sartre a desenvolver o seu existencialismo, que afirma categoricamente que " o homem está condenado a ser livre". Evidentemente, Kant foi e é de fundamental importância, para o pensamento moderno, daí surge a pergunta: Qual a essência do pensamento Kantista? Quais as principais obras de Kant? , os livros publicados por Kant, foram : a crítica da razão pura, a crítica da razão prática, metafisica dos costumes, etc. kant, ao elaborar sua crítica da razão pura, admite, a existência do pensamento apriorísticos, ou seja , existe uma base de pensamento, essencial comum a todos os homens como uma herança da espécie, que era a base dos cartesianos, mas Kant em sua crítica da razão pura apresenta e explica a base da teoria do conhecimento, eis: existe quatro componentes fundamentais para o conhecimento: o sujeito em si; o objeto em si; o sujeito em nós, o objeto em nós. O sujeito em si , é o ente humano, o homem inserido no tempo passado e futuro, o objeto em si , é o objeto real como se apresenta, ex : cadeira, é o objeto como se apresenta no espaço físico; o sujeito em nós é a representação interior ,ser que elabora o conhecimento; eu transcendental, eu kantista, o o objeto em nós é a ideia do objeto dentro de cada um, ou seja, cada pessoa tem interiorizado a ideia da cadeira e sua utilidade, não se faz necessária transplantar a cadeira para o interior do homem; Desta forma Kant, demonstra todo processo de interiorização, formação do conhecimento, através do eu transcendental, sujeito em nós, o ser que interioriza o conhecimento, interiorização, operando o entendimento, interior do processo da existência em sua totalidade. Krisnamurti, sempre afirmava que o observador é o objeto observado,kant em suas críticas , acaba demonstrando esta visão Krisnamurtiana, ou seja, a roseira é o objeto em sí ,locado em espaço real, existência própria, quando homem vê a roseira , ele vê a roseira interiorizada ,pelo processo cognitivo, portanto , ele é a roseira interiorizada pelo se eu transcendental. Portanto, ele se torna a coisa observada, mas deixemos de complicação, para que serve o conhecimento filosófico? em primeiro lugar a visão e compreensão filosófica nos permite , o auto entendimento, compreensão do mundo, e nossa interação, relacionamento com pessoas, coisas, universo, nos proporcionando uma vida saudável, equilibrada, pois através da abordagem filosófica, o homem ,pode com certeza buscar , sua verdade interior,sem precisar mendigar as verdades de terceiros, é fantástico, não existe alienação, é verdade pura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário