Páginas

Seguidores

quarta-feira, 26 de junho de 2013

"AGRADECENDO A DEUS"


                                                                    

            "AGRADECENDO A DEUS"

NESTA MANHÃ TÃO LINDA, OLHEI PARA O CÉU. 
FIQUEI PENSANDO QUANTAS VEZES FICAMOS LHE INCOMODANDO COM PEDIDOS DE AJUDA PARA ACALMAR NOSSOS CORAÇÕES. 
QUANTAS VEZES ESTAMOS TÃO ENVOLVIDOS EM NOSSOS CONFLITOS, SEM ENCONTRARMOS CAMINHOS QUE NOS TRAGAM CALMA, TRANQÜILIDADE E SUPLICAMOS À VOCÊ UM AMPARO.
 DENTRO DESTE TURBILHÃO DE SENTIMENTOS, NOS ESQUECEMOS DE OLHAR E PERCEBER A IMENSIDÃO DO AZUL QUE NOS ACOMPANHA TODO O TEMPO, EM TODOS OS LUGARES POR ONDE ANDAMOS, EM TODOS OS CAMINHOS QUE PERCORREMOS. 
ESTE GRANDE AZUL DO CÉU.
SILENCIOSO, COR DA TRANQÜILIDADE, COM NUVENS BRANCAS, LEVES, MACIAS, COR DA PAZ !
 SE FIXARMOS UM POUCO NESTA PAISAGEM INFINITA, PERCEBEMOS QUE DE INTERVALOS À INTERVALOS, UM PÁSSARO SOBREVOA POR ENTRE ESTE AZUL, COMO QUE NOS ENSINANDO QUE UM SER VIVO TAMBÉM PODE ENTRAR NESTA PAISAGEM E USUFRUIR DO QUE ELA NOS OFERECE.
 QUE PRESENTE LINDO VOCÊ NOS DEU, PAI !
 COMO SOMOS TÃO CEGOS A PONTO DE NÃO PERCEBERMOS QUE SOMOS AJUDADOS A TODO INSTANTE, EM QUALQUER HORA E LUGAR ! 
E VOCÊ, PAI DA CALMA E DO AMOR, SEMPRE EM SEU SILENCIO, SABENDO DE NOSSA CEGUEIRA, APENAS ESPERA.
 OBRIGADO PAI POR TUDO QUE SOU.

Por Walter Leite Castro "Um pouco de mim"

Para pensar !
 Um pouco de mim ! 
Quem sou ? eis a pergunta que sempre acompanhou-me desde criança; inicialmente existia em mim,uma identificação com meu corpo, posteriormente meu nome passou a ser importante; aliado com um conjunto de opiniões dos outros gravado em minha memória. Mas, com o passar do tempo fui tendo uma forte intuição de eu era bem mais do que meu corpo ,ou de um conjunto de memórias a meu respeito ,existia algo inefável em mim. Portanto,a parti deste momento compreendi que existia em mim um sentido de presença que me tornava diferente de qualquer coisa, assim, a primeira certeza surgiu em mim: eu não era uma coisa, um ente qualquer;eu era um Ser, e o que assegurava minha qualidade de ser era a presença em mim. Mas, o que significa esta presença ? Para os religiosos significa a suprema criação de Deus. Um Deus antropomórfico. Para os ateus uma a combinação de fatores orgânicos, ambientais, que ocorreu no universo há milhões de anos. Eis, os dois extremos o crente e o ateu. Para mim, a presença é algo inexplicável pela limitada inteligência humana, que é limitada e incapaz de desbravar o desconhecido. Não obstante,a minha impossibilidade para explicar , definir a presença ; não elimina da presença sua grandiosidade, pujança , exuberância, pois, este sentido de presença é uma permanência e uma transcendência; Permanência porque a presença só ocorre no âmago do corpo e transcendência porque a presença é afirmação de uma força , que não é corpo, é algo além do corpo. Todavia , este sentido de presença proporciona uma condição que é única do homem que é auto consciência, ou seja, saber que existe e saber que vai findar morrer. Destarte ,esta auto consciência gerou na humanidade um intenso sofrimento através do medo do findar e influenciou de forma significativa o surgimento das religiões em geral; antes do aparecimento do homem não existia a ideia de Deus.Portanto, sou a o sentido de presença, sou a transcendência ;Sou um mistério , a angústia e a alegria da vida.Contudo,jamais compreenderei o imensurável; assim, apenas reverencio o grande mistério, sem procurar definir , sem criar uma "verdade" explicativa para tal enigma. Desta forma não preciso de crença, de dogmas , de teologias ,porque o mundo é meu altar e a vida a manifestação da força em mim;independente do nome que se crie para explicar tal força: Atman, Eu superior, Alma, Deus, força cósmica , etc.Saliento que atualmente busco viver o agora, com a certeza da minha insuficiência cognitiva para compreender o universo , celebrando o dom da vida.Contudo, sei da imensa polêmica com referência a Deus e homem.Mas, jamais entrarei em contenda defendendo nenhuma tese teísta ou ateísta. Entretanto, não posso deixar de salientar outro fator importante e não entendido que é a solidão existencial que uma verdade irrefutável, pois, o homem apesar ser definido por Aristóteles: Como um animal político;um ser social.Na verdade existencial o homem é um solitário existencial do nascer ao morrer ,existe uma íntima solidão no homem, porque ninguém consegue vislumbrar , penetrar na consciência, alma , de outra pessoa ; existe uma distância abismal ,que não medida em metro ou qualquer outra medida ; a distância é existencial, eis a verdade; tens dúvidas?busque penetrar na consciência de outro ser humano; o que aconteceu? a mais contundente verdade, não foi possível. Quando descobri esta solidão existencial passei a respeitar e celebrar cada relação minha com outra pessoa . Hoje sou mais um lobo da estepe , um solitário , mas sem sofrimento ,porque vivo cada instante celebrando a vida e aceitando os acontecimentos sejam bons ou negativos , saliento que estou aberto para a vida até o momento final.